Oficinas e atividades Pedagogicas

Além dos espetáculos artísticos a Cia DiNinguém desenvolve oficinas e ações formativas na cidade de Ouro Preto e na região.

50° Festival de Inverno de Ouro Preto e Mariana -Fórum das Artes 2017
Oficina:CORPO/CIDADE

Local: ID Investida Dança – Travessa Domingos Vidal 75 – Bairro do Rosário – Ouro Preto

Realização: 17 a 21 de julho, de 14 às 17h

Carga horária: 15h

Público-alvo: a partir de 14 anos

Valor da inscrição: R$ 20

Vagas: 30

A oficina teve como foco principal experimentar a relação corpo e cidade em suas mais variadas instâncias: O corpo na cidade; O corpo da cidade e O corpo é cidade. E, com base nas premissas da TKV (Técnica Klauss Vianna), investigar as possibilidades de descoberta da dança de cada um, a partir das relações estabelecidas entre o corpo e espaço público.

Artistas Ministrantes: Carla Gontijo e Maria Emília Gomes. 

Seminário Concepções Contemporâneas de Dança- EEFETO/UFMG

 

Apresentação oral e publicação de artigo no 13ᵒ Seminário Nacional Concepções Contemporâneas
em Dança realizado na EEFFTO/UFMG de 07 a 10 de Novembro de 2017.

 

 

 

 

CORPO E CIDADE:

Imagens visíveis, territórios (in)visíveis

 

 

Carla Gontijo Campolim Moraes, Mestranda em Artes e Experiências Interates na Educação pela Universidade Federal de Minas Gerias UFMG

Maria Emília Gomes, Graduada em Dança pela Universidade Federal de Minas Gerais UFMG

 

Resumo: A interferência de um corpo que se propõe a dançar atravessando lentamente uma rua interrompe o fluxo, abre uma fissura e assim ressignifica o espaço e o modo de vê-lo. O corpo em performance no espaço urbano cria imagens que transformam a cidade e, ao mesmo tempo, provocam estranhamentos nos corpos transeuntes já acostumados com as configurações e as funções pré-estabelecidas para os espaços ditos urbanos.  A proposta desde artigo é discutir sobre corpo, cidade e imagem a partir da vivência em oficina desenvolvida pelas pesquisadoras no Festival de Inverno de Ouro Preto/MG 2017, cuja proposição era investigar e experimentar ações dançadas em diferentes lugares da cidade, relacionando memória, imagem, paisagem, em uma perspectiva educativa e política.

 

Palavras-chave: Corpo, Dança, Cidade, Imagem.

Os interpretes-criadores da Cia também são incentivados a refletir sobre o fazer da dança/arte em seu contexto de atuação.